Cães de serviço ao autismo: veja os benefícios de ter um amigo de quatro patas

O cachorro é um companheiro fiel que faz parte da vida de muitas pessoas, afinal, ele é o melhor amigo do homem. Porém, para quem apresenta o transtorno autista, ele é bem mais do que isso.
Cães de serviço ao autismo veja os benefícios de ter um amigo de quatro patas

Sumário

Cães de serviço ao autismo podem fazer toda a diferença na qualidade de vida de alguém com essa síndrome. 

O autismo afeta a capacidade de comunicação, interação e comportamento de alguém. O transtorno pode se manifestar em diferentes intensidades, mas de um modo geral, os autistas não reagem bem em algumas situações, como ambientes muito barulhentos ou estressantes. 

São chamados cães de assistência ou cães de serviço aqueles que, por meio de treinamento profissional, adquirem características e habilidades que proporcionam a melhoria da autonomia das pessoas com alguma deficiência ou transtorno, como o autismo

A Filóo Saúde vai te ajudar a compreender de que forma este convívio pode contribuir para o desenvolvimento da pessoa com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), confira.

Assim como existem diferentes graus de autismo, a síndrome também apresenta 4 tipos diferentes.

A chamada Síndrome de Asperger é a forma mais leve entre os tipos de autismo e é três vezes mais comum em meninos do que em meninas. 

Se não for diagnosticado na infância, o adulto com Asperger poderá ter mais chances de desenvolver quadros depressivos e de ansiedade.

Essa é uma “fase intermediária”, já que ela é um pouco mais grave que a Síndrome de Asperger, mas não a mais forte. 

Os sintomas são: quantidade menor de comportamentos repetitivos, dificuldades com a interação social, competência linguística inferior à Síndrome de Asperger.

Aqui, estão os casos que apresentam sintomas mais graves que os outros dois. Por isso, várias capacidades são afetadas de forma mais intensa, como os relacionamentos sociais, a cognição e a linguística. Outro fator bem comum é a presença intensificada dos comportamentos repetitivos.

Esse é considerado o tipo mais grave do espectro autista e o menos comum. Em geral, a criança apresenta um período normal de desenvolvimento, porém a partir dos 2 aos 4 anos de idade, ela passa a perder as habilidades intelectuais, linguísticas e sociais.

Se você acha que o seu filho apresenta algum desses sintomas, procure um médico de confiança. Encontre o profissional mais perto de você em nosso aplicativo Filóo Saúde.

Os animais têm um papel muito importante, pois ajudam a pessoa com TEA a desempenhar funções que podem ser consideradas um desafio. Estes chamados de cães de serviço ao autismo recebem treinamento e certificação para ajudar a pessoa com TEA a desempenhar funções que possam ser consideradas um desafio.

Por meio do estabelecimento de uma conexão, é possível contribuir com o desenvolvimento das habilidades sociais, de comunicação, verbal ou não, e comportamentais do autista. 

Os cães de serviço ao autismo, por exemplo, podem acompanhar e contribuir com a diminuição da ansiedade durante visitas médicas e atividades escolares.

Além disso, essa relação costuma ser marcada por confiança e sentimento de segurança do autista em relação ao cachorro. 

Alguns cães de serviço para autistas, inclusive, recebem treinamento que os capacita para reconhecer e interromper, de maneira suave, alguns comportamentos auto-prejudiciais ou até ajudar a cessar colapsos emocionais. Por isso, em resposta a sinais de ansiedade ou agitação, algumas ações do cão como encostar-se suavemente no autista podem aliviar o sintoma.

A Filóo saúde te ajuda a encontrar o profissional que você necessita para o melhor tratamento. Clique aqui e saiba mais. 

Claro que todas as raças de cães são bem vindas para quem tem autismo. No entanto, existem alguns que possuem habilidades específicas para pessoas nessa condição.

Essa raça é ótima para diversos casos, como: resgate, assistência e companhia. Por conta disso, sua presença gera diversos benefícios, dentre eles redução de ansiedade, estimulação da imaginação, desenvolvimento da confiança e da vontade de se comunicar.

Esse cachorro é inteligente, obediente e facilmente adestrável. Por isso, ele pode ser muito útil para cuidar e fazer a guarda. O Cão da Montanha dos Pirineus é tranquilo, late pouco, é equilibrado e calmo. Ele ajudará a diminuir a ansiedade e contribuirá para o desenvolvimento da socialização

Ele é considerado um cão babá de tão cuidadoso, calmo e protetor que é com seus donos. O cão também é gentil, inteligente, relaxado e pouco enérgico. Por isso, sua presença contribuirá para manter a calma e tranquilidade.

Esse é um cão familiar, ótimo companheiro para qualquer tipo de pessoa. O Golden é dócil, amoroso, adaptável e amigo. Um dos pontos positivos, é seu instinto para emoções: quando está feliz, ele te chamará para brincar e nos dias tristes permanecerá ao seu lado dando apoio. 

Espero que o texto tenha te ajudado a entender melhor como os cães de serviço ao autismo podem ajudar na qualidade de vida de uma pessoa autista. Na dúvida, procure um profissional de saúde. E se precisar, lembre-se: conte com a gente. Cartão Filóo Saúde.

Quer iniciar os cuidados com a saúde?

Últimos posts

Compartilhe